segunda-feira, 21 de junho de 2010

Sobre os slings

Desde antes do Gu nascer, eu já era apaixonada por slings, sem nunca nem ter testado um.

Wrap
Pesquisei varios modelos e de cara me apaixonei mesmo pelo wrap, que até mostrei neste post e acabei comprando dois por pura empolgação.

Pois bem, quando o Gu nasceu, tentei usá-lo sem sucesso. Primeiro porque o meu pequeno nasceu em pleno verão e em se tratando de Sorocaba, pode acrescentar uns 2 graus na temperatura normal. Depois porque ele sempre foi muito agitado e não gostava nada daquele mundaréu de pano amarrando seus bracinhos e perninhas saltitantes. E para minha decepção, o wrap foi abandonado temporariamente.

Mas quando ele cresceu um pouquinho e conseguiu sustentar o pescoço, tentei de novo. E aí sim, conseguimos usar e foi uma mão na roda para as nossas andanças dentro de casa e no quintal que ele adora.
Na minha opinião, este modelo tem várias vantagens:
- só no manual tem oito posições diferentes para carregar um bebê e eu descobri mais duas.
- distribui muito bem o peso do bebê, já que, na maioria das posições, o tecido passa pelos dois ombros e pela cintura da mãe.
- é ótimo para o inverno, porque o bebê fica bem protegido e bem quentinho.
- dá total autonomia à mãe, já que se for amarrado corretamente, o bebê fica totalmente seguro, sem precisar de nenhum apoio das mãos.
- pode ser usado por qualquer pessoa da casa, já que é totalmente ajustável.


Mas tem uma desvantagem: é meio chato amarrar e desamarrar, então pra sair na rua, mesmo que o bebê não esteja dentro do sling, é melhor deixar amarrado, o que não te deixa nada elegante (como diz o meu marido, parece roupa de mulher bomba)

Cara a cara
De frente para o mundo (parece um Budinha)

Pouch
Bom, depois do amor a primeira vista pelo wrap, eu descobri o pouch sling. E curiosa que sou, achei um vídeo em inglês mostrando como fazer. Mostrei pra minha mãe (que não fala inglês, mas que sabe costurar) e ela fez um pra mim. Deu um trabalhinho, ela bateu um pouco a cabeça, mas saiu. O resultado foi bom para um primeiro teste. Mas ficou um pouco estreito. E desde então ela está tentando aprimorar. Tentou fazer um de malha que não deu certo e por enquanto estamos assim, continuo usando o estreito mesmo e ela continua tentando fazer um de malha.

A principal vantagem deste modelo é a praticidade. Fácil de colocar, tirar e carregar. Dobrado ele cabe fácil em qualquer cantinho da bolsa, sem contar que ele pode ser usado como forro para deitar bebê na grama, se vc for em um parque por exemplo, pode forrar o cadeira do carrinho do supermercado, pode ser usado para cobrir o bebê enquanto ele mama, etc.

Quando tinha 3 meses ainda dava pra ficar deitado, agora só sentado.

Argolas
E por último veio o sling de argola. Como eu tinha dois wraps, eu troquei um com a Rê. E finalmente eu entendi porque este modelo é tão usado. O fato de poder ajustar o pano em volta do bebê, de acordo com a necessidade, é ótimo. Eu adorei. Sem falar no mega bolso que fica na faixa, onde dá pra colocar de tudo um pouco. Quase dá pra dispensar a bolsinha do bebê.
Assim como o puch, é muito prático de usar, mas não tão compacto para guardar. Mas também não é tão desajeitado de ficar usando sem o bebê estar dentro.

Minha bolinha
Em resumo, acho que cada um tem sua hora de ser usado.
Eu adoro todos e eu não fico sem os meus.

12 comentários:

Renata disse...

Adorei! :-))
Me ajeitei super bem com o wrap. No sábado caminhei mais de uma hora com ele e achei ótimo. A Nana dormiu o tempo todo!
beijinhos

Sarah disse...

Muito legal Fabi! Não tive sling porque Bento nasceu em Presidente Prudente, e lá faz mais calor que Sorocaba! Mas sempre tive curiosidade de saber mais sobre os modelos. Adorei as explicações práticas, quem sabe compro um para meu próximo futuro baby!

Juliana disse...

Eu por enquanto só tenho o Pouch,mmas vou confeccionar um wrap pra mim pq acho que é mais gostoso. Eu não saio sem ele, é super prático. Beijo. Tá lindo esse alemãozinho!

Adriana D. disse...

Adorei o post!!!
nem sabia que tinham tantos.
bj

Janaina disse...

Oi Fabi,
Te achei no blog da Nayara do Joao, adorei a frase que ele fica vuvuzelando na sua orelha de madrugada. rs
O meu é a mesma coisa, toda noite, faz 15 meses. rs Ja tentei de tudo um pouco, e nada.
Eu tenho um blog privado e agora abri um publico pra conhecer mais mamaes, passa por la.
Bjs
http://paternidade-objetiva.blogspot.com

Mãe do Pitoco disse...

Ai, ai... que inveja! Como vc conseguiu fazer estas posições lindas e colocar seu príncipe tão ajeitadinho nos slings? Eu nunca consegui tamanha proeza! Quando ele era menor, ainda conseguia fazer uns nós no meu de argola e convencê-lo a ficar lá dentro enquanto íamos na rua, mas foi só completar 6 meses que a missão tornou-se impossível e, creio eu, devido principalmente à minha total inaptidão de adequar o sling ao meu corpo e ao de Pitoco.
Mas vc nasceu pra isso, vejo pelas fotos! hehehe Merecem ser garotos propagandas, de tão lindos que ficaram amarradinhos um ao outro! hehehe
Beijos nos dois

Paloma, a mãe disse...

Fabi, quando chegar a minha hora, já sei a quem vou pedir consultoria! confesso que ainda tenho medo de colocar bebê pequeno no sling. Eu ganhei um de argola, mas acho que me adaptaria melhor ao pouch. Em Brasília, wrap só se for para matar o baby de calor...
Beijos

Cíntia Anira disse...

Fabi, que fofo. Adorei! Eu só tenho sling, nem tive tempo de ir atrás de ver sling e aqui eles não usam muito, é mais comum canguru :( Mas acho demais quem usa! Beijos

Vivian disse...

Amo slings, acho lindo, charmoso, sem contar que é um super conforto pro bebê. E vc já ouviu um "tadinho, deve estar amassado aí dentro!"? rs
Bjos

Fabi disse...

Vivi, na rua nunca me falaram nada não, mas recebemos diversos olhares. Alguns curiosos outros reprovadores. Mas eu nem ligo...

Marina disse...

Fabi, acredita que eu nunca testei o wrap nem o pouch!
Eu acho que eu não me adaptaria ao pouch pq a Bia não gosta qd fica mt apertado... hahahaha
E o Wrap eu acho que ia me enrrolar pra "montar" ele no corpo!
rsss
Lindas as fotos! LIIIIINDO o GU!
Cheiro nele!

Paula Mouzinho disse...

Fabiana, quantos meses seu bebê tinha quando você sentiu confiança de colocá-lo olhando pro mundo no wrap?
E como você fazia, amarração normal e perninhas dobradas acomodadas dentro da faixa abdominal?

Related Posts with Thumbnails