sexta-feira, 27 de maio de 2011

Receita de felicidade

- bolinhas de sabão
- um cachorro
- um bebê



Viu?
Não precisa muita coisa!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Alguém quer uma carona?

video

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Protesto

O mundo virtual é muito democrático.
Cada um escreve o que quer no seu espaço e lê e segue quem quer também.

Vira e mexe aparecem posts com conteúdos polêmicos e eu, sinceramente, não gosto de entrar nestas discussões acaloradas.
Eu não sou uma exímia escritora e nem tenho esta pretensão. Tenho bastante dificuldade de colocar meus pensamento e idéias no papel. Então além de não gostar, acho que eu não conseguiria contribuir muito para as discussões. No entanto, tem um monte de gente que pensa como eu e discorre maravilhosamente bem sobre os assuntos. E assim eu me sinto bem representada.

Por outro lado eu sou uma boa leitora e tenho discernimento e opinião própria e não me deixo levar por qualquer coisa bem escrita que eu leia por aí, o que infelizmente não acontece com todo mundo.

Admiro muita gente da blogosfera.
Alguns blogs eu leio porque me divirto, alguns eu leio porque me emocionam, alguns porque acrescentam coisas boas na minha vida, alguns porque admiro a autora e alguns eu leio porque misturam tudo isto.

Mas me irrito com muita gente também e já deixei de acompanhar alguns blogs com os quais não me identificava mais. Mas obviamente, não é porque eu discordo de uma opinião que eu ataco e comento mostrando unhas e dentes (apesar de muitas vezes ter vontade). Algumas vezes eu escrevo o que eu acho, outras vezes nem escrevo, porque acho que não vale a pena.

Hoje li um post falando da amamentação, do qual discordo, mas não vou comentar lá, porque li alguns comentários que já disseram exatamente o que eu penso.

Mas achei triste a postura da autora, que entre outras coisas escreveu que a proibição, pelo governo estadual, do uso cigarro nos estabelecimentos, daria a liberdade para que estes estabelecimentos proibissem a amamentação (ou qualquer outra coisa) em seus espaços. E a coisa não é bem assim.

Eu já não leio este blog ao qual estou me referindo, há algum tempo, por motivos que já nem me lembro mais. Mas hoje vi outra pessoa falando disto e fui ler o post.
Não vou citá-lo, porque acho que isto é dar ibope (ao meu ver este é o objetivo do post) para uma opinião completamente infeliz. Mas sei que muita gente vai saber do que eu estou falando.

Respeito quem não amamenta (em público ou em casa, tanto faz, cada um sabe da sua vida), seja lá por qual motivo for (vergonha, preguiça, falta de vontade, estética, etc).
Mas levantar a bandeira contra quem quer ter este direito, não dá né?

segunda-feira, 9 de maio de 2011

As esperanças e o mamaço

Estes dias (terça feira passada, para ficar bem registradinho) aconteceu um fato inédito e surpreendente aqui em casa! O meu furacãozinho deitou no tapete da sala e dormiu!

O evento teve início ainda no berço, onde ele estava tranquilo, tirando sua sonequina da tarde.
Neste dia, a babá tinha pedido para sair mais cedo e como ele adormeceu quase 4 da tarde, eu a dispensei. No entanto, acho que o molequinho pressentiu que eu estava sozinha e acordou pouco tempo depois dela sair e muito antes do tempo que costuma descansar. Tentei fazê-lo dormir de novo e nada. Então desci com ele e sentei no sofá. Ele deu umas duas voltas na sala e sentou no chão. Ficou me olhando, fazendo alguma gracinha. Mexeu daqui, mexeu dali (já viram cachorro quando vai fazer o número 2? Ele fez mais ou menos igual) deu umas voltas no mesmo lugar e deitou.

E continuou me olhando

Alguns minutos depois, a cena era esta:

E ele dormiu por quase 3 horas ali mesmo.
Fiquei com medo dele acordar e deixei ele no chão mesmo.

Além disto, já faz 3 dias que ele deixa a babá dar o banho (estou sempre de olho) sem aprontar o berreiro que andava aprontando e depois do banho, ele se deixa embalar com alguma música que ela canta, ou com uma historinha e dorme...

Isto já tinha acontecido algumas vezes, como falei aqui, mas não durou muito tempo. E agora voltou a acontecer nas sonecas da tarde.

E eu, que achei que ele era elétrico demais para relaxar sozinho, que ele sempre iria precisar de alguma coisa (peito, embalo, etc) para dormir, começo a ter esperanças e a enxergar uma luz no fim do túnel.

***


Eu também faço parte, ou melhor a minha parte, no mamaço virtual :  

Selo obtido no Mamíferas

Cumplicidade e felicidade. Precisa dizer mais?




Gustavo, aos 11 meses, mamando nos arredores da Golden Gate em São Franscisco, CA

terça-feira, 3 de maio de 2011

Sobre a humanização do parto

Para quem gosta de tudo o que é relacionado com o mundo do parto humanizado, amanhã vai ser um dia de informação e engajamento.

A parteira Priscila Colacioppo que é de Sorocaba, estará amanhã ao vivo no programa Mais Você junto com a doula Marcele. Ambas acompanharam o nascimento de Joana, filha de Mariana Maffei e neta da Ana Maria Braga. Mariana teve um parto domiciliar.

***

O livro Parto com amor, escrito por Luciana Benatti, com fotos de Marcelo Min vai ser lançado nesta quarta-feira, 4/5, a partir das 18h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo. Quem  ainda não conhece o livro, pode ler esta reportagem da revista época.

***


E por fim, amanhã é o dia internacional das parteiras! E aqui em Sorocaba vamos ter uma Marcha para chamar a atenção da sociedade e das autoridades sobre o trabalho destas mulheres. Esta marcha vai acontecer em algumas outras cidades do Brasil e outros manifestos estão previstos em varias partes do mundo.  Quer saber se na sua cidade vai ter também? Visite: Maes da Patria



Corrigindo: a marcha será dia 05 de maio, quinta-feira.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Efeito colateral

Neste fim de semana estivemos em duas festas de aniversário.
Não foram as primeiras da vida do Gustavo, mas foram as primeiras que ele realmente aproveitou e brincou e subiu e escorregou e caiu e sorriu e entendeu e se divertiu.

Foi uma delícia. Sabem como é né? Filho feliz, mãe feliz!

Uma das festas, foi do Sítio e tinha a Emília e o Visconde.


Ele demorou para ficar amigo da boneca, mas no final se entregou e estava todo sorrisos com ela.


E agora toda vez que eu pergunto onde está a Emília, ele pega a latinha de Pilulas Falantes (uva passa) que foi dada como lembrança e vem me mostrar!

Mari, amei esta idéia! Genial!
Aliás a festa estava uma delícia!
E parabéns para o Bento!


Mas os efeitos colaterais de tanta diversão, foram 'brabos'.
Duas noites de sono bem agitado e interrompido, muito peito para acalmar e quase nenhum descanso.
Related Posts with Thumbnails