sábado, 10 de abril de 2010

É um dever ou só uma ajuda?

A partir de uma papo numa lista de emails, surgiu a pegunta: "seu marido te ajuda em casa e com o bebê?"

Ontem mesmo surgiu uma discussão relacionada a isto aqui em casa. O Gustavo está meio enfezado e eu falei que se ele não descarregar os pacotinhos (tá tudo bem, ainda é meio pastoso pra chamar de pacote, mas deu pra entender, né?) até amanhã, talvez seja necessário usar um supositório. Então falei para o paizão, que se precisar, ele que vai colocar. O protesto foi imediato. Assim é com o banho e com a troca de fraldas também.

Pra mim, fazer estas coisas não é ajudar!

Quem ajuda são os outros: mãe, sogra, tia, amiga, irmão, já que estas tarefas não cabem a eles e sim aos pais da criança.
Mas o marido não. Marido tem que fazer.
Infelizmente na cultura machista em que vivemos, encaramos os maridos que ajudam como pessoas super camaradas.
E a coisa não é por aí!

Este assunto daria pano para o guarda-roupa inteiro. Mas vou terminar com uma coisa que uma das meninas disse:

"Uma vez perguntei a uma amiga se o marido dela a ajudava e ela me respondeu que sim, desde que ela ficasse narrando o jogo: faz isso, faz aquilo...Ninguém merece, né! Não é à toa que existe a expressão "filho da mãe", não é?"

7 comentários:

Fabiola disse...

Fabi,
Desde que Ana Luísa nasceu aprendi que filho é da mãe!!! por mais que o papai tente, ele nunca terá a mesma percepção das coisas e a iniciativa de fazer coisas sem vc pedir... pelo menos aqui em casa é assim... o meu até faz... mas eu que tenho que pedir para fazer.. ele é incapaz de lembrar de olhar fralda, lembrar que ela come, descome, etc e tal... já reclamei muito.. mas é "dar murro em ponta de faca"... vamos "dividindo" o trabalho como dá, ou seja, 10% com ele (eu pedindo) e 90% eu! acho injusto, machista, já tentei mudar mas é difícil! tem dias que me rebelo, e deixo ela por conta dele! e vou dormir.. apesar de saber que assim que acordar, ela estará com fralda lotada e com fome... e assim caminha a humanidade, né?? :)
Bjinhos!

Paula disse...

Imagino como isso seja difícil, mas homem é homem e são TODOS iguais! Minha mãe costuma dizer que por melhor que seja o pai, não é a mãe.
Hoje o Fernando se mostra muito interessado, diz que vai e quer ajudar, mas prefiro esperar pra ver, afinal, com tantas outras coisas, se eu não peço, não tenho ajuda.
Vai ver que ter iniciativa não faz parte de ser homem!! rs...

Paloma, a mãe disse...

Concordo, quem ajuda é mãe, sogra, babá, empregada. Marido faz porque é pai, tem responsabilidade como a mãe. Nunca vi de outra forma!
Beijos

Mãe do Pitoco disse...

Concordo completamente! E tb acho que as próprias mulheres, muitas vezes, se comportam de modo a não deixar que seus maridos participem, ficam querendo ser "as donas do pedaço", perfeccionistas, acham que só elas sabem fazer do modo certo e acaba afastando ainda mais o homem que pretende ajudar. Portanto, um bom diálogo é sempre importante. Beijos

Lia disse...

Fabiii seu marido lê seu blog??!?! Hahaha!
Olha, concordo com você, mas discordo de quem acha que a folgadeza masculina é inevitável. Meu marido faz TUDO, menos dar de mamar. Lá no meu Picasa tem uma foto dele dando banho na Emília sozinho. Eu fui malhar, ela ficou irritada e ele se aventurou sozinho no banheiro, sem ninguém nem pra passar o shampoo.
Ontem também ele cuidou da Emília só, porque a vacina da gripe me deu uma baqueada geral. Ele diz que se sente mais confortável quando estou por perto, porém, porque aí tem o peito em último caso.
Mas, ó, no mais, é como disse a Mãe do Pitoco: muitas vezes a culpa é da mulher.
E manda o marido por o supositório aí!

João ou Julia ? disse...

Fabi ,
Adorei esse post, esse realmente é um assunto beem polêmico !
Mas aqui em casa a obrigacao de mãe , também é obrigacão de pai !
Só que como o André esta sempre voando,sempre sobra pra mim , né !
Bjokas

Flavia disse...

Acho que tem a ver com o que vc mesma falou da tal cultura machista.
Desde sempre dividi as tarefas, nas horas que o super papa estava em casa. Eu faço a janta, ele dá banho, eu passeio a cachorra, ele coloca o filhote pra dormir...
Um dia eu acordo cedo, outro dia ele acorda.
Mas uma coisa que eu acho importante, é que devemos respeitar a maneira que eles (os pais) fazem as coisas. Não podemos querer que ele dê banho exatamente da maneira que você faria, nem depois ficar inspecionando pra ver se ele lavou direito as orelhas, (e a mão, e o pé....). né?


beijos

Related Posts with Thumbnails