segunda-feira, 11 de abril de 2011

U2

Sábado fui no show do U2 com o meu marido e uma amiga minha!
Embora eu goste da banda, das músicas, do engajamento político e social do Bono e coisa e tal, eu passo longe de ser fã, no sentido mais radical da palavra. Aliás eu nunca nutri idolatria por nenhum artista, nem na minha adolescência.
No entanto, as circustâncias estavam bem favoráveis para eu curtir uma noite de "balada" como disse o próprio Bono durante o show. E eu gostei!

Deixamos tudo arrumado para o Gu ficar com a minha sogra e saímos de Sorocaba por volta de 13:00h.
Deixamos o carro no shopping perto do Morumbi (o preço do estacionamento foi uma fortuna, mas enfim...), almoçamos e seguimos para o estádio. Quando chegamos lá, por volta de 16:00h, os portões já estavam abertos e a fila para entrar na pista (para onde compramos os ingressos) já tinha começado a andar, mas ainda estava estava gigante.

Pausa para uma crítica: na entrada do estádio, a revista foi praticamente inexistente. Apenas dois dias depois do fato lamentável ocorrido no Rio, eu, em alguns momentos, no meio daquela multidão dentro do estádio, não pude deixar de pensar no que isto poderia resultar.

Gigante também era o palco. Um espetáculo a parte, mesmo antes de ver tudo o que ele poderia proporcionar em termos de efeitos visuais.

Entramos, sentamos, esperamos, comemos, cansamos, levantamos, alongamos, e por volta de 19:00h, o alvoroço de alguns fez todo mundo ficar em pé, pra não sentar mais. Um trio chamado Muse (alguém já tinha ouvido falar deles?) fez o show de abertura. Para os meus ouvidos, beirou o insuportável. Mas surpreendentemente muita gente que estava ao nosso redor, não só conhecia a banda, como cantou junto com eles, boa parte das "músicas" (oi?).

Sobre o U2 e o show, é difícil definir. É uma mistura de talento, super produção, empatia, profissionalismo, emoção, envolvimento, carisma, rock, romantismo, política, sensibilidade, sensualidade e acima de tudo, de entrega. Só estando presente para entender.

Quanto ao Gu, a minha grande preocupação era a primeira vez que ele acordasse na madrugada (porque nesta circustância, ele só volta a dormir no peito).
E conforme previsto, minha sogra ligou pra gente à 1 da manhã, quando a gente já estava a caminho de casa, dizendo que ele tinha acordado e que estava chorando e não queria mais dormir. Mas quando chegamos na casa dela (uma hora mais tarde), ele já estava dormindo de novo. Fomos todos pra casa e o resto da noite foi tranquila.
Eu já tinha ficado longe dele por um dia, quando voltei a trabalhar, mas isto não foi por opção, eu tinha que ir!
Desta vez foi diferente. Foi escolha minha. Titubiei por algum tempo, mas decidi ir e acho que valeu a pena.

12 comentários:

Dea, a mamae da Nina disse...

parabens amiga, to feliz por vc.
Muito feliz!!!!
Nunca fiquei mais q algumas horas longe da Nina, ela fica so comigo e com pai. Minha familia mora em Sp.
Se eu tivesse alguem de confiança que Nina ja estivesse acostumada tb poderia presentear meu marido q tanto pede por uma escapadinha ate um show qualquer ou aniversarios de amigos ate altas horas.
Vc caprichou, U2, maximooooo!!!
Penso tb no dia seguinte pq aqui os avos paternos visitam 1 vezs no mes as vezes a cada 60 dias entao Nina nao tem a menor intimidade com eles.
Por isso tb nem peço, afinal ela ja tem 1 ano e emio e eles ja tiveram tempo para se aproximarem mais dela e nao serei eu q imporei tal atitude..
Bjs na sua sogra q pelo visto é das boas.............Invejinha!!
Bjs mil

Fabiana disse...

Oi Dea, no começo eu achei que não daria certo, mas fui amadurecendo a idéia na minha cabeça e decidi ir!
Mas ovbiamente, eu não ia deixar o meu filhote em casa por qualquer coisa. Tinha que ser algo especial. E o U2 fez a sua parte! Eu amei!
Ah... e minha sogra é das boas sim! Eu escolhi só marido, mas não tenho do reclamar do pacote que veio junto (sogro, sogra e cunhada)! rsrsrs

João ou Julia ? disse...

Aê !!!!! Fabi baladeira ...
Tô gostando de ver !!!!!
É isso aí temos que sair de vez enquando para esquecermos de fraldas , chupetas , birras , catarros e blogs maternos ... kkkkk
Bjokas imensas

Flavia disse...

Que delicia Fabi!!! fiquei com vontade de curtir uma balada tambem...

e concordo com você que de vez em quando vale a pena, dar uma desgrudada do filhote e curtir!!


beijo

Fabiana disse...

Eu ainda não tive essa coragem. Ou ainda não chegou nada de que valesse tão a pena.

Mas sei que isso é inevitável.

E com certeza, deve ter sido uma noite incrível.

bjos.

Cíntia Anira disse...

Isso mesmo. Você merece uma saidinha. Parabéns! Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi Fabi,
eu estava em São Paulo nesse final de semana e fui com uma amiga que foi ao show. Eu não fui, fiquei passeando com as crianças. Nossa, o aeroporto estava uma loucura por causa do show. E os comentários eram todos falando da emoção do show.
Deve ter sido bem legal mesmo. Que bom poder curtir uma balada.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Renata disse...

Fabi, essa desgrudadinha do filhote é super saudável. A gente precisa. Eu até me animei a passar o primeiro feriadinho só com o marido agora na Páscoa. To com o coração na mão e já chorei horrores, mas ahco que vai ser bom pra gente.
E o U2, fui no último show e AMEI. Vale muito, né?
beijos

Fabiola disse...

Que delícia Fabi, acho que de vez em quando é bom pra gente sair um pouco do ciclo casa/bebê... por mais que seu coração ficasse pensando nele, já está valendo o passeio.. eu queria muito ter ido.. quem sabe um dia! :)
Bjs!

Carol Garcia disse...

Isso mesmo, Fá!!!
Não! não tô falando que a gente tem que abandonar as crias...
kkk
mas acontece que a gente precisa se permitir ser mulher, e pq não baladeira?, de vez enquando.
sou a favor sim!
ainda mais quando os pequenos ficam com pessoas que os amam e vão fazer de tudo por eles.
puts! que vontade de ter ido ao show... mas já fui a um U2 na vida... acho que não me pega mais.
kkkk
bjo bjo bjo

Lu Azevedo disse...

Que bacana que vocês tenham ido, Fabi! A gente também criou coragem pra ir no show do Radiohead no Brasil no ano retrasado, qdo o Nic tinha 5-6 meses. Nesta epoca ele ainda acordava várias vezes durante a noite e a gente deixou ele com minha mãe e minha irmã. Fiquei com o coração na mão, pois nossa familia mora em BH mas o show foi em SP. Mas fomos, e deu tudo certo e elas não tiveram tanto trabalho pra faze-lo dormir de volta qdo ele acordou. Sem falar que elas AMARAM a experiencia... e a gente também. Amamos o show, e até hoje foi a unica noite que passamos totalmente longe do Nic.

As vezes temos que fazer isso e sem culpa, né? Afinal, não é todo dia!

Beijos pra vocês,

Lu, feliz que vc me achou no facebook :)

Fabi disse...

Oi Fabi

Só hoje voltei ao mundo dos blogs, Fabi, que delícia ter ido no show, tem que sair mesmo, faz bem, mas aqui em casa falta coragem para esses passeios...rsrsrsrs

Grande beijo!!!
Se tiver uma folga vamos marcar de nos encontrar depois que o Fe nascer...

Related Posts with Thumbnails