segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Um dia difícil

A medida que o tempo passa, vou ficando mais acostumada a ficar sozinha com o Gu, mas ao mesmo tempo, vou ficando mais cansada.

De maneira geral, o Gustavo é uma criança muito doce, obediente e alegre!

Mas ontem, ele teve um dia difícil. Estava muito inquieto e irritado. 
Primeiro que ele acordou muito cedo e não quis mais dormir. Depois que quase nenhuma atividade (nem molhar as plantas do jardim, que ele adora) o entretia. E olha que tentei varias coisas.  Aparentemente sem motivo nenhum, ele sentava no chão e chorava. Não quis nem conversar com a vovó pela webcam.

Ainda durante a manhã, me senti exausta.

Juro que teve momentos que senti vontade de sentar e chorar junto com ele. Em alguns outros, perdi a paciência, gritei e me arrependi. Pedimos desculpas um ao outro varias vezes no dia.

Estou sem faxineira de novo e tinha planos de dar uma geral na casa no fim de semana, durante as sonecas da tarde. Mas não tive ânimo. Ele consumiu as minhas energias físicas e emocionais.

Ainda faltam três semanas para o Carlos voltar e neste período, espero que cada dia dure o apenas o seu devido tempo e não uma eternidade como foi o dia de ontem.

13 comentários:

Carol Garcia disse...

dá um abraço aqui!
daqueles bem fortes, esmagantes.

Mamãe Monalisa disse...

Olá Fabiana!
Seu cantinho é muito lindo. Vou te seguir para não perder contato.

Criar filho sozinha realmente não é fácil, não é? Passo o dia inteiro sozinha com minha bebê e as vezes chega a ser estressante...

Mas calma, amiga. Pense apenas como uma fase que logo irá passar. É isso que sempre tento fazer.

Boa semana pra você e seu filhote!
Beijos!

Juliana Contezini disse...

O cansaço tira até nosso raciocínio, mas daqui alguns meses ele já vai se entreter com dvd´s e aprender a brincar um pouco sozinho, daí as coisas já acalmam um pouco.
Quanto ao faxinão, eu já larguei mão, dou uma "benzida" geral e qdo ela dorme, me entrego junto !!!

Renata disse...

Ai, Fabi! Tem dia que é difícil demais mesmo...ontem a Nana tb acordou assim...chorou o dia inteirinho e meio dia eu já estava completamente esgotada. E olha que eu nem estava sozinha.
Força, amiga. Não se culpe por ficar cansada ou por perder a calma as vezes...vc não é de ferro, ninguém é!!!
Boa sorte aí, querida.
beijos

Cíntia Anira disse...

Fabi, posso dar uma sugestão? Quando tiver bem difícil, mas bem difícil mesmo, saia de casa! Eu não sei se dá certo para todas, mas foi o conselho que recebi por aqui e ajudou muito. Beijos

Paloma, a mãe disse...

Poxa, Fabi, que chato.
Olha, acho a sugestão da Cíntia boa, às vezes fora de casa ele fica menos birrento, pois tem mais coisas para se distrair. E vc, idem. Distração e coisas para o tempo passar rápido, que eu bem sei como é chata esta espera...
Beijos

Carla Arruda disse...

Amiga querida...
Olha, percebeu que vcs dois estão tão, mais tão em sintonia que decidiram ficar exaustos no mesmo dia, cada um manifestando a sua maneira?
Se te ajuda, já passamos por dias assim, vão embora do mesmo jeito que chegam. Aliás, no fds Henrique tb resolveu acordar super cedo, depois de muito tempo acordando mais tarde... será a lua?
Força e já sabe que precisando, podemos dar umas voltas e bater um papo!
Bjos

Kelly Resende disse...

Fabiana, imagino que deve ser bem complicado mesmo ficar longe por tanto tempo. Aqui qdo marido viaja eu fico super cansada, agora mesmo ele viajou e vai ficar fora por 10 dias, e já acho demais. Mas fazer o que né, não dá pra amarrar todo mundo no pé da mesa...
Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi Fabi,
alguns diass são assim mesmo. Eu já sentei muito e chorei. Já perdi a paciência e me arrependi.
Espero que os outros dias sejam mellhores.
Sinta-se abraçada. Na verdade queria poder ficar com o Gu para você dormir um pouco.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Patrícia Boudakian disse...

Oi, querida. Força na peruca. Deve ser complicado mesmo ficar um tempo sem alguém pra dividir a responsa do filho.
Espero que as coisas se ajeitem e logo o maridão tá na área.
Beijoca solidária

Ale disse...

Oi, sigo o seu blog a algum tempo. Os seus depoimentos sempre me ajudam a entender um pouco mais de ser mãe. A minha bebê ainda é pequena, tem só 2 mesinhos, mas sei que essa frutração acontece em todas as etapas. Passar um dia inteiro só em companhia de um bebê é bem difícil - imagina então quando no fim do dia num tem nem marido pra conversar, interagir? dá mesmo muito cansaço. Mas pode contar com as mães virtuais aqui pra trocar figurinha!
Sorte aí e abraços

caihlin disse...

é bom ler um post assim, pra me consolar, pq eu passo por isso todos os dias, a diferença é que meu filho tem 10 meses, e ele é assim tempestuoso todos os dias, são raros os dias tranquilos... e moramos num ap de uns 45m2 sem parque e pracinha perto, sem empregada, sem babá, sem avós, enfim, só nós 2. E meu marido sai as 8h e chega as 20h ou mais tarde, todo dia. E eu só leio o quanto é lindo ser mãe e nunca sobre a parte solitária e desgastante de ter um bebê assim.
tem dias que dá vontade de chorar demais...

Flavinha disse...

Oi Fabiana. Eu sempre leio teu blog mas nunca comentei (que vergonha, sorry!!!) Mas hj me identifiquei demais com o teu post, eu tb passei muito por isso, quando meu filhotinho era menor e eu não estava trabalhando e passava o dia todo sozinha com ele, era difícil e desgastante mesmo, tinha dias que eu estava literalmente acabada,rsrs. Aí quando ele fez 1 aninho resolvi colocar ele na escola meio periodo assim quem sabe ele se distraia com os coleguinhas e gastava a energia, deu certo, no começo ele estranhou a escola mas hoje, um ano após, ele ama tudo lá, se diverte pacas. Então voltei a trabalhar e ele foi pro período integral, foi difícil, é difícil até hoje, fico mal muitos dias sentindo falta do meu pequeno... Ai como mãe sofre né querida? Fica com Deus e força que daqui a pouco teu marido já tá de volta prá te ajudar.
Bjs

Related Posts with Thumbnails