quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Fases, comidas, horários...

O Gustavo deve estar passando pela fase da angústia da separação.
Não posso sair de perto que o chororô começa.
Não tenho tido tempo para escrever aqui como gostaria. Agora ele está dormindo e se eu tivesse juízo, estava fazendo o mesmo.... mas durante o dia eu não gosto de dormir, porque eu acordo mais cansada (?), então estou aqui para atualizar o blog das coisas mais recentes.

Ontem, pela primeira vez ele comeu papinha pronta da Nestle e gostou.
Eu experimentei e achei horrível! Prefiro muito mais as que eu preparo. Mas se ele gostou, tá bom!
Foi bom testar, porque assim quando for preciso (passeios, viagens, etc), não preciso me descabelar pensando em como levar a comida feita em casa. E ainda posso aproveitar os potinhos para quando eu resolver congelar as papinhas que faço.

Hoje o dia está sendo bem atípico com relação aos hórários.
Ele acordou às 5:30h  (às vezes chego a pensar que é só pra ficar mais tempo comigo), ficamos brincando (mentira, ele ficou brincando e eu fiquei zumbizando) na cama até às 6:30h. A gente desceu, e enquanto ele brincou seus míseros minutos sozinho, eu tomei meu café (que quase sempre se resume a uma xícara de café com leite e restos de frutas dele) e fiz a papinha de frutas dele. Ele comeu tudo e ainda chorou por mais. Como não tinha mais pronto, dei o peito!  Ele mamou muito, sem tirar os olhos de mim. Aí saímos e ele dormiu no carro. Quando voltamos eu coloquei o almoço dele para cozinhar. Às 10:30 a papinha dele estava pronta e ele estava aos prantos. Achei cedo, mas dei o almoço mesmo assim. Mais uma vez, ele comeu tudo e chorou por mais. Dei o peito de novo. Ele mamou mais um tempão e depois fez aquela cara de pessoa satisfeita!

Bem, aí eu pensei,  "Ele acabou de acordar, então está descansado. Acabou de almoçar e ainda mamou um monte como sobremesa, então não está fome. Vou fazer o meu almoço que ele vai ficar tranquilo brincando no tapete."
Há... eis que mal eu acendi o fogo e o Gustavo começou a chorar, como se alguém tivesse arrancado um dedo dele. Corri pra ver o que era e ele me olhou e sorriu. Qualquer tentativa de sair de perto dele, resultava neste choro. Então só pra resumir, meu arroz ficou grudento (já que não consegui refogar) e sem sal (que eu esqueci de colocar). Ou seja uma gororoba,
E ainda, eu almocei às 11:00h (porque eu já estava morta de fome), sentada no tapete da sala, com as pernas ao alcance do meu alpinista, assistindo o bendito Rato do Palavra Cantada (Santo Rato que me proporciona alguns minutos de silêncio sempre que meu amorzinho está prestes a me deixar doida)

9 comentários:

Renata disse...

Fabi, sem querer dar uma de psicóloga (que eu não sou!!!), mas acho que pode ser tudo ao mesmo tempo: angústia da separação + falta do papai + sua ansiedade antes da viagem. Os bebês sentem toda a nossa ansiedade e acabam ficando tb!
Logo logo tudo melhora, enquanto isso tem que se virar em 1000 com o grudinho grudado! rs!
beijos

Lia disse...

Que buitinho!! Quer dizer, é lindo mas é exaustivo, né? Foi assim que eu ganhei minha herpes. Mas, assim como a uva, tudo passa... hoje Emília está lá na escolinha, pulando de colo em colo com um sorrisão na cara.
(P.S.: Essa exigência toda pode ser também dessa fome sem fim... picos de crescimento, sabe como é).

João ou Julia ? disse...

Fabi ,
Assino embaixo de tudo que a Renata falou .
Com certeza ele está sentido e voce como é uma mulher forte e porreta segura a barra ai que já já vai passar amiga !!!!
Bjokas imensas

Nutrição e Cia disse...

É minha cara as vezes náo tem jeito temos que oferecer papinhas industrializadas, e se for viajar na America Latina, e bom levar essas papinhas na quantidade dos dias que irá ficar por lá, pois eles não tem nenhum fabricante que faça delas por lá, experiência propria. E quanto a dar o leite de sobremesa não posso fazer vista grossa e tenho que te informar. Depois que a criança entra com a papinha salgada que quase todas contem carne não devemos oferecer o leite. ´´E como a gente não tomamos leite na hora do almoço. Tem um porque. Vá até o meu blog e saiba mais. Bjs

Nutrição e Cia disse...

Oi Fabi voltei, falei pra vc ir no meu blog mas não disse onde né?! Está bem fácil: vá até arquivo do blog no mes de JULHO, vá descendo até chegar no post PAPINHAS E PEDAÇOS. Lá encontrará a resposta do pq não oferecer leite após introdução da papinha salgada. Bjs

Paloma, a mãe disse...

Concordo com a Renata, ele deve estar sentindo a tensão pré-viagem somada a outras coisas. Se não passar, pelo menos alivia em alguns dias.
Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi Fabi,
concordo com a Renata.
Que bom que ee gostou da papinha da Nestlè, é uma mão na roda quando estamos viajando ou em algum passeio.
Eu também não gosto.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Vivian disse...

Vida de mãe é assim mesmo e quero ver quem consegue ser mais feliz que a gente, não é?
Bjo

Ministério da saúde disse...

Olá!
Você pode ajudar o Brasil a continuar livre da poliomielite! Ajude a divulgar informações aos papais e mamães, para que eles não se esqueçam de levar seus filhos menores de cinco anos para tomar a segunda dose contra a paralisia infantil, no próximo dia 14. Essa simples atitude faz com que as crianças do nosso país estejam protegidas de uma grave doença.
Caso tenha interesse em ajudar a divulgar a Campanha Nacional de Vacinação Infantil, e para obter mais informações ou materiais da campanha - como o filme e banners -, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
Obrigado por sua colaboração!
Ministério da Saúde

Related Posts with Thumbnails